Deus se arrependeu de ter criado o homem?

Com base em estudos sobre a origem e a inspiração da Bíblia, podemos afirmar que ela é a palavra de Deus. Sendo assim, os autores foram movidos pelo Espírito Santo a escreverem as revelações de Deus Pai.
A Bíblia não possui erros ou contradições, ela é a verdade total, “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” (2Pe 1.20-21)
Sobre isso, Agostinho fez um brilhante relato a cerca dos possíveis erros ou contradições: “Se estamos perplexos por causa de qualquer aparente contradição nas Escrituras, não nos é permitido dizer que o autor desse livro tenha errado; mas ou o manuscrito utilizado tinha falhas, ou a tradução está errada, ou nós não entendemos o que está escrito”.

Norman Geisler, em seu livro de teologia sistemática diz: “Embora nela não possa haver erro algum, isso não significa que nela não haja dificuldade ou falhas de interpretações dos homens.”

Um grande exemplo de dificuldade é em relação a Gênesis 6.6: “Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração.”
O termo utilizado “arrependeu-se o Senhor” em um primeiro momento parece ser um grande conflito, um possível erro bíblico ou até uma contradição com outros versículos bíblicos. Podemos citar alguns:

“Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” (Nm 23.19)

“E também aquele que é a Força de Israel não mente nem se arrepende; porquanto não é um homem para que se arrependa.” (1 Sm 15.29)

“Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.” (Tg 1.17)

“Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.” (Ml 3.6)

Considerando que Deus é imutável em relação a sua pessoa, e várias passagens bíblicas confirmam a Sua imutabilidade. No entanto vemos que em relação ao homem Deus muda sua forma de lidar, como exemplo em Gênesis 9.11, onde após o dilúvio, Ele afirma que nunca mais faria esse evento.
Quando o homem se afasta de Deus a sua relação com ele, que antes era de comunhão passa a ser uma relação de juízo, por isso, o termo “arrependeu-se” foi utilizado. Em Gênesis 6.6, é usada uma linguagem que facilmente pode ser compreendida pela mente humana, pois estes termos são utilizados para referir-se a sentimentos comuns da humanidade.
Sendo assim, este relato pode ser compreendido como uma mudança nos planos de Deus visto o grau de corrupção moral em que a humanidade se encontrava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *