Discussões sobre a escolha do nome do quarto livro do Pentateuco

Existem várias discussões sobre a escolha do nome do quarto livro do Pentateuco, conforme o título dado pela Vulgata Latina: Numeri ou (Números em português). Sem dúvida este nome foi usado para destacar os dois censos registrados em seu texto. O primeiro fazia parte do programa organizacional do povo de Israel após a saída súbita e dramática do Egito. O outro tinha a ver com a preparação em pô-los em ordem de marcha para a viagem à Terra Prometida.
Sabemos que estas “numerações” ocupam uma pequena porção do livro e justamente em relação a isso, surgem propostas de estudiosos a respeito da mudança de nome deste livro para outros mais apropriados.
Um nome sugerido por muitos seria “Livro de Moisés”, pelos relatos deste grande homem de Deus, sendo retratado como legislador, intercessor, conselheiro sábio, estadista e principalmente como um líder íntegro e servo de Deus.
O livro de Números também poderia se chamar “A História da Fidelidade de Deus”, já que o enredo básico do livro é Deus trabalhando entre o povo, como podemos ver em diversos momentos em relação a sua presença através da Coluna de Fogo que os aquecia durante a noite, no calor escaldante Deus os protegia com uma Coluna de Nuvem, em outros momentos provendo água no deserto e comida do céu através do Maná.
Outros sugerem o título “A Tragédia de um Povo Murmurador” por causa dos muitos registros de incredulidade, murmuração e reclamação do povo por causa dos sofrimentos pelos quais passavam.
Embora haja pessoas que julguem a mudança do nome dessa grande obra como algo importante e necessária. Particularmente não vejo como algo primordial, pois o que tem contribuído de forma substancial neste livro, são os exemplos de que uma vida em desobediência trará conseqüências gravíssimas, como no caso das serpentes ardentes do capitulo 21, onde muitos morreram pelas mordidas das serpentes, pois estavam murmurando contra Deus e contra Moisés, já uma vida de fé e obediência nos levará a lugares altos e a Terra Prometida, isso é o que tem contribuído em muito para a firmeza da fé de cristãos pelo mundo afora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *